Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

Mais importante é dar a cana e ensinar a pescar

Os candidatos a qualquer tipo de apoio, declarando que estão desempregados, têm de apresentar um documento comprovativo da sua inscrição no Centro de Emprego. E se não possuírem a escolaridade obrigatória, «serão incentivados a frequentar ações de formação». No fundo, procura-se que as pessoas «também trabalhem connosco», na perspetiva de se valorizarem, tornando-se autossuficientes. Joana Pontes esclareceu que, por escassez de tempo e de voluntários, não tem sido possível visitar regularmente cada família, mas garantiu-nos que o grupo faz o que pode, porque todos estão ocupados com as suas profissões e estudos. «Temos um grupo jeitoso de voluntários, todos jovens, mas nem sempre livres, por motivos profissionais e académicos; vamo-nos revezando…»
«Na altura do Natal, o Grupo Cáritas desenvolveu uma campanha na paróquia, que consistiu na recolha de alimentos. E nesta Quaresma estamos a recolher produtos de higiene, sendo que uma parte desta recolha vai para o Sudão do Sul», disse.
Sobre…

Mensagens mais recentes

Fundação Prior Sardo aposta na prevenção das drogas lícitas e ilícitas

Pela Positiva

OBRA DA PROVIDÊNCIA ESTÁ ATENTA ÀS CARÊNCIAS DA COMUNIDADE

João Álvaro Ramos — Organista há 50 anos

Filarmónica Gafanhense em festa no dia 23 de outubro

À conversa com José Vareta

Alda Casqueira Fernandes em entrevista ao Timoneiro

A excursão

Artesanato: Hortência Margaça aposta no mundo infantil

Carlos Sarabando: O homem não pode ser uma ilha na sociedade

Recordando: II Congresso da CNIS

Rosa Elvira: Nem à mesa se fala por causa da televisão

Nossa Senhora dos Navegantes

Almoços para estimular o sentido de partilha